No Brasil, atualmente, existem mais de 48 mil pessoas em lista de espera por um órgão ou tecido para transplante (dados fornecidos pelo Registro Brasileiro de Transplante – RBT, da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, de setembro de 2021). A espera muitas vezes é longa, imprevisível, e muitos não resistem a este tempo.

A pandemia da Covid-19 ainda provocou queda nas taxas de doações e transplantes.

 

Percebemos, também, que entre famílias que têm um familiar em situação de potencial doador, quando abordadas, a recusa à doação ainda é grande. Muitas vezes, essa recusa é devida à falta de informação e compreensão do que é morte encefálica, do processo de doação e do pouco acolhimento recebido, necessário em um momento de extrema dor.


O que podemos fazer para mudar esta realidade? Várias medidas precisam ser tomadas: em nível nacional, estadual e local, principalmente através de Educação.


A Campanha “A Vida Convida” busca conscientizar as pessoas da importância da doação de órgãos e tecidos, aumentando, assim, a efetiva doação.


Seja você também um Doador de Órgãos e Tecidos! Converse com a sua família! É ela que pode autorizar.